InVersos: Pedro Abreu Simões – V(e)ias Refluentes


Nas v(e)ias refluentes
dos caminhos do sentir,
o mar é uma gota de orvalho…

Os castelos são casebres
nas pedras desmedidas das muralhas…

O mundo é um ninho de palha
em que os pássaros despenados
ganham asas e raízes…

O horizonte é um céu de chuva
que seca e inunda,
nas v(e)ias refluentes
dos caminhos do sentir!…

Pedro Abreu Simões

Anúncios