InVersos: Luciana Nobre – Quarto escuro

Estas horas em que me arrasto
são contadas no pulsar das minhas veias
frias

por mim trafegam esperanças desfalecidas
sonhando o instante em que a despedida da saudade rompa
calmo e lento
as intrincadas cadeias
-feito raízes no tempo-
por entre as quais se escondem os sussurros de euforia
e paz

é que me corre a ânsia infinda
-quase morna de tanto doer-
de que à fresta de meus olhos
-então cerrados-
invada o feitiço
que transforma ais noturnos
na mais doce sinfonia fúnebre
ao escoar de meu sangue
a bafejar de vida
as paredes de mim
alma vestida de penumbra…
sedenta de luz…

Luciana Nobre

Lido e produzido por Rui Diniz

Música: Viviana Guzman – “Soul’s Journey”
Magnatune.com
Fotografia: Molly Belle
Unsplash
Creative Commons License