InVersos: Hugo Milhanas Machado – O Benfica


À palma a luz intensa
e abeirou hoje cedo um anjo
muito marcado nas asas e em tom
longo muito baixo e chão

Varre tudo ele varre tudo
quando canta e canta
pode ser isto o recobro do braço
tolerável enfim a chatice

E é tal a imagem do arvorante
a de trazer do estádio
virando contente a semana em
diferente a entristecida voltagem

Hugo Milhanas Machado

Anúncios

InVersos: Pedro Abreu Simões – V(e)ias Refluentes


Nas v(e)ias refluentes
dos caminhos do sentir,
o mar é uma gota de orvalho…

Os castelos são casebres
nas pedras desmedidas das muralhas…

O mundo é um ninho de palha
em que os pássaros despenados
ganham asas e raízes…

O horizonte é um céu de chuva
que seca e inunda,
nas v(e)ias refluentes
dos caminhos do sentir!…

Pedro Abreu Simões