InVersos: Tiago Galveia – Existe uma pausa


Existe uma pausa antes de entrar na escola, um cigarro com um pé colado ao muro. Um momento de sossego pessoal, pautado pelo barulho inconfundível do espaço que fica nas minhas costas. Passou a ser um hábito adquirido ao longo dos anos, fazer a paragem antes de iniciar o trabalho, por vezes sozinho, já outras, acompanhado.

O que distingue este momento dos outros, é a “senhora de casaco castanho” que sobe a calçada, no seu passo articulado e cadente, vem subindo com a mesma cara de ontem, a mesma feição indistinta da qual não se arranca qualquer emoção, olhos profundamente vazios. Uns dias de capuz a cobrir a face, outros liberta nos seus cabelos, vem subindo postando-se no lado oposto. Observo atentamente cada gesto inexistente, começando a pensar quem será a “senhora de casaco castanho”. Mas, já toca, o filho é um dos primeiros a sair e quando reparo já vão descendo apressados, enquanto um colega questiona-me sobre qualquer coisa usual e desaparece-me o tempo de saber quem ela é. No entanto poderia aproveitar agora para o saber, mas este não é o momento da “senhora de casaco castanho”, talvez amanhã, sim amanhã ou quando o tempo o quiser.

Tiago Galveia

Anúncios