InVersos: Joaquim Evónio – As ‘Guerras’ de Maria


Arma em riste. Pólvora. Fumo.
Soldado. Granada. Canhão.
Víboras de fogo. Matraqueada.
Bomba. Morteiro. Explosão.

Pés rotos,
cabeça rasgada,
mão sem mão que aponta para nada…
Homem sem Homem,
lobo de si!…

Carne quente,
ossos rubros,
ferro torcido e só…
Ar-noite, selva, lamaçal,
terra, húmus sanguinal…

Silêncio, uivo, grasnido,
mistério, dor, solidão!
Noite, hienas, banquete,
restos, abutres, putrefacção

E tu,
que já nada eras,
pior que as outras feras
ao trair o teu irmão…

Agora és pó.
Lama.
Chão!

joaquim evónio