InVersos: Florentino Alvim Barroso – Os Contrários


Eu vi cair a árvore no monte,
Ao fio do machado lenhador,
Como se fora o dia no horizonte,
Caindo, às trovoadas, ao Sol-pôr.

E, vendo-a, derrubada, a mim, defronte
(Corpo, de herói, perdido o destemor),
Era, alterado, o curso duma fonte,
Sobre a sede dum chão, que dera flor.

Foi quando, sobranceiro, um voo de ave,
Passou, volteando a árvore caída,
Ora, piando aflita, ora, suave.

Certo, buscava o ninho e a prole nascida.
E, eu (como ela, aflito, instante e grave),
Também não tive onde poisar a Vida!…

Florentino Alvim Barroso

Lido e produzido por Rui Diniz

Música:
Tryad – “Listen”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s