InVersos: Pedro Belo – Não digas a ninguém



Não digas a ninguém, mas no frio da noite, procuro o calor nos teus braços.
Nos momentos de angústia e desespero, procuro a calma e segurança,
na paz do teu olhar.

Não digas a ninguém, mas é no teu colo que encontro carinho e ternura.
É no teu beijo que encontro desejo e paixão.

Não digas a ninguém, mas és tu que dás sentido há minha vida,
és tu que me motivas para alcançar objectivos,
que me dás força para lutar.

Não digas a ninguém, mas és tu o meu amor eterno…
e sei, que sou e serei sempre o teu.
Mas descansa, não direi a ninguém.

Pedro Belo

Anúncios

2 thoughts on “InVersos: Pedro Belo – Não digas a ninguém

  1. Muitos parabéns, Rui Diniz, MIguel Rodeia, Ana Ferreira por mais um momento de poesia marcando o compaso com o fim de semana!

    Liked by 1 person

  2. já comentei no Face.
    um grande momento de poesia.
    gostei muito!
    🙂

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s