InVersos: Joaquim Evónio – As ‘Guerras’ de Maria



Arma em riste. Pólvora. Fumo.
Soldado. Granada. Canhão.
Víboras de fogo. Matraqueada.
Bomba. Morteiro. Explosão.

Pés rotos,
cabeça rasgada,
mão sem mão que aponta para nada…
Homem sem Homem,
lobo de si!…

Carne quente,
ossos rubros,
ferro torcido e só…
Ar-noite, selva, lamaçal,
terra, húmus sanguinal…

Silêncio, uivo, grasnido,
mistério, dor, solidão!
Noite, hienas, banquete,
restos, abutres, putrefacção

E tu,
que já nada eras,
pior que as outras feras
ao trair o teu irmão…

Agora és pó.
Lama.
Chão!

joaquim evónio

Anúncios

One thought on “InVersos: Joaquim Evónio – As ‘Guerras’ de Maria

  1. A VoZ do Miguel Rodeia à altura deste poema tão cruel
    Parabéns , Miguel, e toda a Equipa InVersos.
    Eu,
    sempre grata!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s